A maternidade com suas dores e delícias
imprimir
09 maio 2013

Você sabe qual a função dos Padrinhos e Madrinhas?

Postado por: Rafa Manfroi

 

Esta semana participei do Programa Vitrine no quadro "Dilemas de Família" e o tema era:  "Padrinhos e Madrinhas".

Eu não consegui contar ali a minha experiência pessoal com esse tema porque o tempo é sempre curto, mas na minha vida, minhas madrinhas foram pessoas da família, que antes de serem madrinhas já eram "alguma coisa", já tinham um vínculo comigo como avó e tia, por exemplo, o que me fazia ter a sensação de que eu não tinha, de fato, uma madrinha.

Aos 16 anos fui convidada para ser madrinha de um menino, filho de uma afilhada da minha mãe, com quem eu tinha muito pouca convivência. Unindo a minha pouquíssima maturidade com a falta de proximidade com a família que inclusive morava em outra cidade, vocês já podem perceber que NÃO FUI MADRINHA!! Que experiência frustrante pra mim, que na verdade não sabia como ser madrinha e pra ele, coitadinho, que nunca recebeu um telefonema, cartinha, presente ou visita da Dinda!!

Na igreja Evangélica nós não temos a tradição de convidar padrinhos para as crianças, até porque elas não são batizadas quando nascem somente são consagradas, apresentadas à igreja e ao Senhor, vindo a se batizarem quando adquirem maturidade para escolherem Jesus como seu Senhor e Salvador e entregarem suas vidas a Ele. Mas não é proibido e muitos pais escolhem um "mentor", uma pessoa que ajudará os pais na educação dos filhos (ajudará, mas sem interferências) e será "especial" na vida dessa criança.

A minha Bibi foi apresentada, olhem só:

20

Pastor Nildo no momento da Consagração

24 eu e o Pietro fomos apresentados e consagrados ao Senhor!!

Pastora Palmira orando pela família e pela nossa moranguinho cor de rosa!!

Agora vamos ver algumas questões discutidas  no programa:

Quem o casal deve escolher como padrinhos de casamento?

Os padrinhos devem ser pessoas próximas, íntimas, com quem o casal tenha liberdade e intimidade. Podem ser familiares ou amigos, desde que sejam pessoas realmente queridas e que fizeram parte da vida deste casal. Uma sugestão legal é que se escolha um representante de cada grupo social: faculdade, trabalho, igreja, fazendo, assim, com que todos se sintam representados.

Qual a missão dos padrinhos de casamento?

Testemunhar esta união, abençoá-la e estar disponível a este casal para uma conversa, um aconselhamento e até um socorro numa possível crise. Sem falar de estar presente nos momentos de alegria e conquistas diárias do casal.

Quanto mais padrinhos mais sorte no casamento?

Definitivamente não né gente!!?? Se fosse assim, era só enchera igreja de padrinhos e ninguém mais se separaria, mas sabemos que um casamento forte, duradouro e feliz necessita de trabalho e dedicação diários do casal.

E a função dos padrinhos de batizado ou consagração é só a de dar presentes?

Apesar dos presentes serem importantes para as crianças, elas não se preocupam com seu valor monetário, mas sim afetivo, com a lembrança. Uma tarde no parque, um passeio diferente, um lanche, pode fazer a alegria da criançada e ficar marcado para sempre! Não podemos esquecer que o padrinho é aquele que mantém contato freqüente telefonando, visitando e se importando em como a criança está. Se os pais viajarem e precisarem que alguém fique com a criança ou pegue na escola, os padrinhos são as pessoas indicadas para isto.

Se os pais morrerem, que tipo de assistência os padrinhos devem dar à criança?

Antes de mais nada, é importante que essa expectativa seja dita pelos pais aos futuros padrinhos. É uma missão muito séria e importante, que poderá mudar completamente a vida destes padrinhos e eles precisam ter a oportunidade de pensar se estarão dispostos a tamanha função. Normalmente quem fica com as crianças são os avós ou tios mais próximos, mas no caso de uma fatalidade dessas, é essencial que os padrinhos estejam dispostos a uma assistência ainda maior, um carinho dobrado, tendo em vista a fragilidade que esta criança viverá. Atenção, amor, programas divertidos, fins de semana na casa dos dindos e até mesmo uma ajuda na educação podem ser muito bem vindas. Por isso é tão importante também que os pais confiem nesses padrinhos e até concordem com suas crenças, seus valores, seu estilo de vida.

Quero aproveitar e deixar registrado aqui que amo de mais a Dinda que escolhi para a Gabriella, minha irmã, a Dinda Fer! Ela nos ama com amor verdadeiro e eu sei que mesmo que a gente brigue, se desentenda ou tenha diferenças, o amor vai sempre falar mais alto. Apesar dela ainda não ser mãe, sei que será e que surpreenderá a todos com sua sabedoria, doçura, com seu coração dedicado, sensível e amigo. Coração fiel. Obrigada Dinda Fer por nos amar, por nos visitar, nos dedicar tempo e atenção e ainda acertar nos presentes!!

Obrigada também à Dinda Fefa que escolheu (literalmente) ser Dinda de coração da Bibi e que mesmo sem convite e sem cerimônias fez esse amor nascer no coração da minha pequena. Nos sentimos honradas por isso. Amor não se explica, se vive!!

21 dinda Fer

Minha Dinda Fer que amamos demais da conta!!

Segue abaixo o link da entrevista:

PS: Só lembrando que eu sou muito mais bonita do que mostra a TV tá? kkkk!!!

http://www.youtube.com/watch?v=HmoDjC5Bma4

Um beijo no coração!!

Rafa.

 

 

Gostei

Deixe um comentário:

Comentários

  1. Maria disse:

    Minha experiência com a madrinha do meu filho foi terrível, ela é minha concunhada, na época não tinha filhos e agora sei que nunca terá, no nascimento ela queria acompanhar o bebê no banho, pegar no colo na maternidade, e assim se sucederam as aberrações, visitas até a meia noite no dia seguinte que cheguei com o bebê, e sempre com as mesmas atitudes.
    Sendo assim, fomos nos afastando, quando ela chegava perto do meu filho dizia que ele iria morar com ela, começou a ir na escolinha sem o nosso consentimento, e sufocando o tempo inteiro.
    Conversamos com eles, expomos que ele é e sempre será nosso filho, ela virou uma onça, e ameaçou nos processar, que se era com restrições para ela não servia. Moral da história, nunca mais nos falamos. E como ela não pode ter filhos, minha sogra ficou contra mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

topo