A maternidade com suas dores e delícias
imprimir
08 abril 2013

Preparação para a chegada do bebê

Postado por: Rafa Manfroi

Estou ministrando o curso “Preparação para a chegada do bebê” e quero compartilhar aqui um pouquinho do que temos aprendido juntos!

Bom, este curso é destinado a futuros pais, ou àqueles que acabaram de receber seus bebês e ainda estão vivenciando a fase de ajustar rotina de sono e de alimentação: quantos mamás dar por dia, de quantas em quantas horas, quando tirar o mamá da madrugada, complementar ou não com a mamadeira, como fazer o bebê dormir, como garantir que ele faça sonecas mais prolongadas, enfim, àqueles que estão vivenciando a fase de duvidas e descobertas!

A primeira aula já foi uma delicia!! Casais se conhecendo, compartilhando sonhos, medos, receios! Todos estamos no mesmo barco e isso traz uma sensação maravilhosa de sermos compreendidos nos nossos sentimentos mais íntimos!!

Eu, que a principio seria apenas profe, estou também  no papel de aluna, grávida de 1 mês e meio, sugando todas as dicas possíveis!!
O curso funciona em 5 encontros, com aula ministrada em DVD pelo Gary Ezzo (autor do famoso NANA NENE), lição\tarefa a ser feita em casa( e eu pego quem não fizer) e um tempo de compartilhar! Vou contar um pouquinho das duvidas, questionamentos e observações do primeiro encontro!

Vimos que cada casal tem ansiedades diferentes quanto à chegada do bebê e como essas questões podem ser suas também, vamos refletir sobre elas e ganhar algumas dicas?

Receio de que a mãe\sogra passe dos limites nos cuidados com o bebê, virando “dona do pedaço”.

649-04828624

Essa é uma questão delicada porque apesar das vovós serem bem vindas, elas podem, sim, passar dos limites e nessas horas é o filho quem precisa resolver  essas questões com sua mãe e não a nora com sua sogra, por exemplo. Isso impede maiores constrangimentos, já que desentendimentos entre pais e filhos normalmente são relevados com mais facilidade do que desentendimentos entre sogras e noras, sogros e genros.

Lembrem-se de que tudo que é conversado e contratado antecipadamente também previne problemas, por isso, deixe claro qual é a ajuda que você precisa e o que você mesma quer e pode fazer sozinha!

Vale lembrar que o momento que chegamos da maternidade vem acompanhado de dores e limitações físicas, muitas novidades das quais não sabemos lidar, diversas duvidas e falta de tempo e habilidades para resolve-las! Em função disso, sugiro que você agradeça de pés juntos por ter uma vovó experiente e disponível por perto, disposta a ficar com o bebê durante um período que você possa descansar, dormir e produzir bastante leite, por exemplo!

Eu tive a bênção de ter as duas avós me auxiliando nos primeiros meses e posso dizer que elas nos ajudaram e muito!

No que se refere aos ensinamentos desse curso e todo programa que você resolva seguir com seu bebê, fique ciente de que nem tudo elas concordarão, e talvez você escute muito a famosa frase: “ no meu tempo não tinha nada disso”. Então,o importante é que você entenda que a partir do momento que contar com a boa vontade da vovó, terá que lidar com algumas fugidas na rotina que você com tanto cuidado criou e cultivou!

Porém, se você estiver no comando na maior parte do tempo, posso garantir que essas situações esporádicas não trarão dano algum ao processo de educação dos seus filhos!!

Meu desejo é que vocês tenham paciência com os contra tempos e consigam aproveitar cada colinho de vó!! Eles valem ouro!!

Gostei

Deixe um comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

topo