A maternidade com suas dores e delícias
imprimir
07 abril 2015

Nossa, você já é mãe?

Postado por: Rafa Manfroi

                                                                           Nossa, você já é mãe?

Meninas, não sei se vocês sabem, mas aqui em casa a minha exeperiência é com meninas. Tenho duas girls, uma de 5 e outra de 1. Não entendo muito do mundo dos meninos, salvo as experiências de consultório e escola, onde trabalho. Foi ai que convidei uma amiga, a Adri, pra escrever no Blog sobre esse mundo dos meninos. Eles têm característica bem próprias e diferentes, são únicos!! E as mamães sabem muito bem disso!! A Adri foi mãe muito jovem e eu creio que o Davi só ganhou com isso!! Vamos conhecer um pouquinho da experiência dela?

Olá mamães!! Tô super feliz com essa novidade de poder estar compartilhando com vocês, aqui no Vamos Educar, um pouquinho da minha vida de mãe e mãe de menino!! 

Sabe, todo mundo ao me conhecer não consegue disfarçar a cara de espanto e logo vão soltando: “Meu Deus, você é mãe? Mas você é tão nova!”

A minha resposta é sempre a mesma: “Sim, sou mãe de um menino lindo, o Davi!”

Eu acabo nem levando pro lado da idade, até porque tem mães muito mais novas que eu e olha que eu já estou beirando os trinta anos minha gente!! Risos!

Tá, vai, chega de gracinha com a idade, até porque ela não vale muita coisa. Confesso a vocês que ser mãe em uma idade não convencional (vamos dizer assim) é delicioso. Quando engravidei ficava me perguntando: “Será que vou saber cuidar de um bebezinho? Como é que vai ser a partir de agora? Será que vou ficar gorda pra sempre?” Sabe, quando a gente não tem filhos, a gente é muito bobinha, acaba se preocupando com coisas meio insignificantes!! Hoje as minhas respostas para aquelas perguntas tolas que eu me fazia são: Eu sou a mãe mais feliz do mundo! Ganhei um menino lindo, que me mostrou o que é o amor de verdade, amor que não se mede, que não se explica. Nosso vínculo está eternizado, olhem que coisa mais linda isso! Amor daqueles que dá nó na garganta de tanta emoção!!

A chegada do Davi foi tão importante que eu me transformei em uma pessoa muito melhor. A minha percepção de mundo, de humildade e de generosidade aumentou em trilhões e trilhões de vezes! E sobre a preocupação da barriga flácida que a gente vê no espelho depois que ganhamos bebê, ela some com aquela corridinha diária e uma série infalível de abdominais! Risos!!!!

davi 2

A vida é mesmo uma viagem, não é? Tu sai de casa com um baita barrigão e volta um ou dois dias depois pra casa com a coisinha mais linda do mundo nos braços. Aquele bebezinho que é uma extensão de você, dos seus traços, da sua personalidade e que agora é o dono dos seus olhos. Sim, eu não me cansava de olhar, olhar e olhar pra ele, e falar pra todos que estavam comigo: Ele é muito lindo! Confesso que continuo olhando, olhando e olhando muito pra ele, gosto de o olhar enquanto ele dorme me traz sensação de paz! Hoje ele está com cinco anos, e tenho a impressão de que esse amor que não se mede aumenta a cada manhã. Dizem que os meninos são mais ligados às mães. Acredito fielmente nisso!! Temos uma ligação muito forte, nos comunicamos só pelo olhar. Esses dias o ouvi falando a um amigo o seguinte: Cara, minha mãe é a minha melhor amiga! Mamães de plantão, essa fala do meu filho resume todo o texto. Conheci meu melhor amigo aos vinte e dois anos e digo com total certeza: Não teve um só dia em que eu tenha me arrependido do “nossa, você já é mãe?”

Um beijo pra cada uma de vocês e até logo!!

Adri, #MãeDeMenino

 

Gostei

Deixe um comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

topo