A maternidade com suas dores e delícias
imprimir
02 março 2016

Identidade Familiar e a importância dela quando a criança chega à adolescência.

Postado por: Rafa Manfroi

Você sabe o que é identidade familiar?

Já parou para pensar, que mesmo sem querer, a sua família tem uma identidade?

Quando você pensa na sua família, que identidade ou características marcantes você imagina estarem formando?

Cada família tem seu jeitão de pensar, sentir e viver as experiências da vida. Cada família prioriza o que acredita ter mais valor e valoriza, cuida e preza por aquilo que prioriza. É assim na nossa família também, ainda que não percebamos.

Gary Ezzo e Robert Bucknam dizem, no livro “Educando adolescentes” que: “Identidade familiar é quando os membros sabem quais são essas prioridades, o que sua família defende e o que não é relevante pra ela. É uma atitude em que todos os membros se aceitam e são bravamente leais uns aos outros. É o entendimento do propósito da família e de determinadas marcas que a definem.”

identidade familiar

Uma identidade familiar positiva, forte e saudável não acontece por obra do acaso, ela é gerada com esforço e planejamento conscientes, nas situações mais simples do dia a dia como a forma que os pais se dirigem aos filhos e à esposa, respeitando, honrando e valorizando. Ela acontece quando o casal se ama e demonstra isso em casa no afeto, no cuidado mútuo, no perdão e no amor incondicional. Ela é fortalecida no tempo juntos, conversando sobre cada um e mostrando interesse pelos sentimentos que permeiam essa casa.

A identidade familiar é muito importante quando a criança chega à adolescência, pois nessa fase, os filhos que receberam conforto e aprovação dos pais na infância, tenderão a buscar neles o apoio, a segurança e as respostas que precisam.

No aconchego dessa família forte e unida, a maior influência com certeza virá dos pais e não dos amigos ou dos grupos.

Por outro lado, o adolescente que não conseguiu contar com a família como principal fonte de afeto e apoio, acabará recorrendo aos amigos para suprir suas necessidades sociais mais básicas, fazendo dos grupos sua principal fonte de influência e não os pais.

Por isso, se você tem filhos pequenos, essa é justamente a fase de plantar essa identidade familiar positiva. Quanto mais forte ela for, mais fraca será a voz dos amigos e do mundo.

identidade familiar 2

Frases simples ditas em situações do dia a dia, ajudam a criar essa identidade:

Essa família é maravilhosa! Sou muito grato por vivermos todos juntos.

Filhos, vocês têm a melhor mãe (ou pai) do mundo!

Vocês são a melhor parte do meu dia. Não troco nossa comunhão por nenhum outro programa fora de casa!

Meus filhos, vocês são uma bênção e eu amo a companhia de vocês!

Quando os pais demonstram alegria e entusiasmo pela família, é bem provável que os filhos sintam e façam o mesmo!

Criar uma identidade familiar positiva é essencial para que a família se torne atraente para os nossos filhos, principalmente os adolescentes!

Mãos à obra!!

Rafaella Manfroi é psicóloga clínica e escolar, especialista em família e casal. Trabalha com Educação há mais de 10 anos e é autora do Blog Vamos Educar.

Gostei

Deixe um comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

topo