A maternidade com suas dores e delícias
imprimir
21 julho 2013

Alimentação da gestante!

Postado por: Rafa Manfroi

Gente, vocês não têm idéia da correria que está a minha vida nos ultimos tempos! De quantas coisas eu marco na minha famosa listinha todos os dias e semanas e quantas dessas coisas eu NÃO consigo resolver e acabam se acumulando. Foi então que resolvi aproveitar os blogs das minhas friends queridas, recheados de ótimas dicas e o que é melhor: com posts prontinhos que me economizam moooito tempo, principalmente nestes dias de férias com filha e sobrinhos em casa!!

Este post é de uma amiga, uma amigona que amo de mais, a Débora. Ela tem um Blog super bacana pra quem procura uma alimentação livre de glúten e lactose e como está grávida postou algumas dicas de alimentação na gravidez e até a sua rotina alimentar neste momento tão precioso e de cuidados extras! 

O link está ai pra vocés visitarem o site, mas a matéria também está copiada na íntegra!!

Boa leitura!

http://www.semglutensemlactose.com/blog-da-debora/gravidez-la-vem-nosso-mascote/

Grávida! Lá vem nosso mascote!

gravidez

A novidade que venho trazer hoje é que nosso mascotinho vem por aí! Isso mesmo, mascotinho, no masculino. Estou grávida de um menino! Não consigo nem descrever a sensação de alegria de esperar nosso primeiro filho! E ao mesmo tempo algumas preocupações começaram a surgir na minha cabecinha.

Quando descobri logo comecei a pensar nas adequações que teria que fazer nessa fase. Fui na nutricionista e ela orientou nada muito diferente do que eu já vinha fazendo: comer a cada 3h no máximo, não ficar de estômago vazio, evitar industrializados, preferência aos alimentos integrais, orgânicos, usar a sucralose no lugar do açúcar, tomar muita água, pouco café e bebidas estimulantes, etc. Até aí o que todo mundo já sabe e deveria fazer.

Mas uma das orientações dela e que estou com dificuldades para readequar é o jantar. Na minha casa, com meus pais, nunca tivemos o costume de fazer refeição completa. E como a família é de descendência italiana, sempre muito pão, frios, café com leite.. (isso tudo antes de eu descobrir minhas restrições). Depois que iniciei a dieta restritiva, algumas coisas mudaram, mas nem tanto. Comecei a adequar os pães e bolos para pães e bolos sem glúten, café com leite de soja, e tudo foi se adaptando. Ficou fácil.

O problema é que agora preciso priorizar não apenas eu, mas esse bebêzinho que está sendo gerado. Então a orientação foi a seguinte: consumir carne, salada, grãos e um carboidrato. Difícil. Se tivesse sempre pronto, comeria que é uma beleza! O problema é que o marido também não é muito chegado nesse tipo de refeição à noite (prefere muito mais um bolo com leite sem lactose e achocolatado) e nunca almoçamos em casa, então nunca tem uma sobrinha que poderia ser reaproveitada.

E o cálcio? Bom, não tenho tido problema. Fiz um exame de sangue completo e deu tudo certo. A única coisa é que como pouca carne vermelha e a nutri pediu para eu dar um pouco mais de atenção à isso devido à minha hemoglobina. Também estou com suplementos (aqueles básicos que toda gestante toma), ácido fólico e ômega 3 e 6.

Enfim, dadas as recomendações da nutri comecei com algumas coisas que são mais tranquilas, conversei bastante com amigas que tem o costume de preparar jantar, troquei ideias, “ganhei” algumas jantinhas… até agora está indo bem. Tenho colocado algumas fotos no facebook para vocês acompanharem.

E basicamente meu dia está assim:

MANHÃ: leite vegetal ou iogurte de soja + cereal ou granola sem glúten + fruta.

LANCHE MANHÃ: fruta e/ou oleaginosas.

ALMOÇO: verduras, legumes crus e cozidos, arroz, feijão, carne.

SOBREMESA: fruta (quando não como no lanche da manhã).

LANCHE TARDE: fruta + barra de cereal ou cookies sem glúten + oleaginosas (um pouco mais tarde).

JANTAR: igual ao almoço quando dá, ou omelete com legumes, ou caldo… aí que o bicho complica.

CEIA: não é obrigatório mas pode ser um chá de hibiscus, erva doce, cidreira, de frutas, com exceção do chá de camomila, de canela, mate.

*Observação: na minha tabela há os substitutos para cada grupo alimentar, então esse é apenas um exemplo de um dos meus dias da semana.

Bom gente, esse é o meu plano de dieta, de acordo com minha necessidade e gasto calórico. Realmente não quero engordar além do necessário e isso tem me ajudado a manter a linha. Claro que uma regalia ou outra eu faço durante a semana (um chocolatinho aqui, uma pizza ali, um prato mais calórico, etc), mas isso não pode ser a regra. Se você estiver nessa fase, minha primeira sugestão é procurar urgentementeuma nutricionista, de preferência funcional.

Aqui no site tem um artigo que pode ajudar as outras gravidinhas que estão por aí: Alimentação das Futuras Mamães. 

E também quero saber como foi na época da sua gravidez, você teve alguma dificuldade? Conseguiu se alimentar bem? Como foi o resultado no bebê? Compartilhe suas dicas valiosas!!!

Bjs pra vocês, Débora.

Gostaram??

Então aproveitem para compartilhar com as amigas!

Beijinhos da  mamãe que anda correndo contra o tempo, Rafa.

Gostei

Deixe um comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

topo