A maternidade com suas dores e delícias
imprimir
23 agosto 2015

A importância do desenho no desenvolvimento da criança

Postado por: Rafa Manfroi

Eu nunca vi uma criança que não gostasse de desenhar!! É só ver um papel e um giz de cera ou um lápis de cor que ela faz dessa atividade lúdica e divertida uma oportunidade de expressar suas emoções e criatividade.

desenho 3

O desenho desperta a criança para a aprendizagem, a descoberta, o prazer, o novo! Aliás, o desenho é uma das brincadeiras principais das crianças em casa e na escola porque quando elas desenham, acabam estabelecendo uma comunicação com os adultos, com os colegas e com ela mesma. Sabe por quê? Porque seus desenhos são representações daquilo que faz parte da sua vida: Pessoas com quem ela convive, objetos presentes, personagens, situações que foram significativas tanto de forma positiva como negativa. Tudo isso pode aparecer em forma de desenhos!!

desenho 1

Mas… É importante ressaltar que nem sempre os desenhos feitos pelas nossas crianças representam algo coerente e concreto. Por isso, quando você ganhar um desenho de presente do seu filho, evite perguntar: “Oque você desenhou aqui?” Pois se ele perceber que precisa dar ao adulto uma resposta, ele vai simplesmente inventar, na tentativa de agradar e pronto. Sua pergunta pode ser: “Me conte algo sobre esse desenho”. Isso deixa a criança livre para falar o que quiser como uma cor que ela gosta, o sol que está brilhando, ou a casa engraçada que não tem teto, por exemplo. Sem se sentir pressionada a dar um “significado” para o desenho.

desenho 2

Desenhos feitos pela minha artista Bibi, de 5 anos e 11 meses.

Algo muito comum e que eu mesma já fiz durante as tarefas da minha filha, é “forçar” um padrão estético para o desenho. A criança pinta o céu de rosa ou o mar de amarelo e nós, pais ou educadores, acabamos “corrigindo”, como se eles tivessem errado a cor. O desenho deve ser livre, sem regras impostas ou modelos estabelecidos, preservando sempre a criação pessoal e individual da criança, dando a oportunidade dela imprimir ali seus sentimentos, emoções e ideias e podendo, inclusive, dar pistas de como se encontra sua mente e seu coração.

Vamos desenhar?

Beijos no coração, Rafa.

Rafaella Manfroi é psicóloga clínica e escolar, especialista em casais e família. Trabalha há mais de 10 anos com educação e é autora do Blog Vamos Educar com Rafa Manfroi.

Gostei

Deixe um comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

topo